Policiais cumprem mandado e ex-Prefeito Joselyr Silvestre é preso

O ex-prefeito de Avaré, Joselyr Benedito Silvestre, foi preso na noite de sexta-feira (29) por policiais da Delegacia Seccional de Avaré. A decisão foi expedida pela juiza da 2º vara criminal Roberta de Oliveira Ferreira Lima. Preso, Joselyr entrou pela garagem do Plantão Polícial e cobriu o rosto com uma folha para dificultar as imagens de jornalistas que aguardavam sua chegada. 
Advogados de Silvestre tentavam converter a decisão para prisão domiciliar. Um dos advogados apresentou uma decisão, de uma juíza de Marília, dando o benefício do ex-prefeito ficar em casa. A decisão não foi aceita pela justiça em Avaré e a prisão foi feita.  
O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou Silvestre a pena de 8 anos e 2 meses de prisão, em regime semiaberto, e pagamento de 24 salários mínimos no processo conhecido como caso dos “ônibus podrões”. A sentença foi publicada na última quarta-feira e a decisão cumprida pela Polícia de Avaré. 
Segundo o processo, dos nove veículos adquiridos pelo município, somente um atendia às especificações do edital. “Para o erário público, só ficou o prejuízo. Para a sociedade, a falta do serviço público de transporte”, afirmou o juiz.
Também foram condenadas Rosita Silvestre e Rosemaria de Góes, que pegaram 5 anos e 10 meses de detenção, no regime semiaberto.
Os réus ainda podem recorrer
Volta à prisão
Em fevereiro de 2016 Joselyr foi preso por crime contra a administração pública por dispensar licitação de maneira ilegal. O ex-prefeito ficou no Centro de Ressocialização de Avaré (CR) até dezembro do mesmo ano, quando passou a cumprir prisão domiciliar, após passar por uma angioplastia.
Na semana passada a Justiça concedeu liberdade condicional ao ex-prefeito, que poderia trabalhar normalmente. Com a nova decisão Joselyr deve ser novamente impedido de sair de casa.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *